Por que todos devem realizar esse procedimento imediatamente

Toda pessoa ou organização já passou em algum momento pela dificuldade de perder um dado ou informação durante o trabalho ou processo criativo. Nessas horas é feita a pergunta: “calma, você tem um backup?”. E, infelizmente, nem sempre a resposta é positiva. Para quem não conhece essa atividade, fazer um backup nada mais é do que a boa prática de deter uma salvaguarda da sua informação, ou seja, obter cópia segura de todos os seus arquivos e dados, e manter essa cópia em um ambiente diferente do original, como por exemplo em um drive externo ou até mesmo na nuvem (sendo esses locais devidamente seguros, claro). Essa prática deve adotar também rotinas para assegurar a integridade da informação e a possibilidade de sua pronta utilização quando necessário.

Além da proteção contra a perda da informação, os backups também apresentam uma série de benefícios e vantagens para as pessoas e, principalmente, para os negócios. Afinal, em caso de desastres ou se algum dia a organização for atingida por um cibercriminoso ou um vírus (malware) que destrua ou comprometa o acesso, toda a informação importante coletadas ao longo do período estipulado estará segura em um lugar de confiança, evitando possíveis dores de cabeça, e possibilitando uma rápida retomada das operações.

E se você ainda se questiona sobre a importância de realizar um backup dos seus arquivos, convidamos você a refletir: O que aconteceria se você perdesse todos os seus arquivos hoje? Quantos clientes você tem hoje e quais são as informações de cada um deles você possui e são essenciais para o negócio?

Por isso, é imprescindível refletir sobre o que ocorreria se você perdesse o acesso a todas essas informações e sobre a possibilidade de não conseguir recuperá-las, imaginando ainda o que ocorreria se tiver de solicitar tudo novamente de terceiros, como os próprios clientes ou mesmo ter de reconstruir ideias e projetos cujo único acesso fora perdido.

Muitas vezes a perda é irreparável, seja de milhares de horas de trabalho, insights únicos ou informações estratégicas para a sobrevivência de uma operação.

A verdade é que esse risco pode gerar, inclusive, não só perdas financeiras pela parada de operações e destruição de informação, como a própria perda reputacional, ou perda de credibilidade da pessoa ou negócio.

Para evitar esse tipo de problema, basta que sejam adotadas boas práticas de proteção da informação, amparadas por diversas possibilidades de ferramentas existentes no mercado para realização de backups seguros, adequados e adaptados para o tamanho de cada organização.

Por isso, é importante lembrar que a segurança dos dados do seu negócio deve estar em destaque em qualquer operação, não somente contra o acesso indevido de terceiros, mas contra a própria possibilidade de perda e destruição, que podem interromper as atividades da organização.

Como dito, esse é o tipo de situação cujo risco não se deve esperar que que ocorra para a busca de soluções. A prevenção é o melhor e mais eficaz remédio! Muitas vezes, o custo e o tempo gastos para estabelecer uma rotina de backup não são altos, no entanto, o custo de não fazer pode ser impagável.